Estância Três Lagos terá nebulização por terceirizada nesta terça e quarta-feira

Estância Três Lagos terá nebulização por terceirizada nesta terça e quarta-feira

A Secretaria Municipal da Saúde de Marília informa aos moradores da Estância Três Lagos (chácaras atrás da Coca-Cola), na zona sul da cidade, que nesta terça e quarta-feira (dias 12 e 13) haverá nebulização nos domicílios, com serviço executado pela empresa Bump Impermeabilização e Dedetização LTDA. Funcionários trabalharão devidamente identificados, sob a supervisão da Divisão de Zoonoses.

A nebulização faz parte do protocolo do Ministério da Saúde para o combate ao mosquito Ades Aegypti, transmissor de doenças como dengue, zika, chikungunya e febre amarela (ciclo urbano). O procedimento é recomendado apenas em áreas com casos confirmados da doença.

O uso de inseticida também é previsto em regiões com suspeitas de epizootias, ou seja, morte de animais em série pela mesma doença. É o caso da localização de macacos mortos, que podem ser “sentinelas” para alertar sobre a presença do vírus da febre amarela.

No caso da nebulização no Três Lagos, o motivo é a confirmação de um caso de dengue. É importante que os moradores recebam bem os trabalhadores e complementem as ações de controle, eliminando qualquer foco para o mosquito.

CONTROLE

A supervisora da Vigilância Epidemiológica no município de Marília, Alessandra Arrigoni Mosquini, explica que todas as doenças citadas estão controladas no município. No caso da febre amarela, não há casos positivos em animais, nem humanos.

Em relação à dengue, até o último dia 6 de junho, superado o período em que há maior risco de transmissão, foram confirmados 34 casos no município. O laboratório Adolfo Lutz descartou 226 suspeitas, do total de notificados. Há três registros positivos de chikungunya e nenhum de zika.

“É muito importante que a nebulização seja feita sempre que houver um caso positivo. E, mais que isso, é fundamental que independente de positivos ou não perto de casa, estejamos alertas em relação ao Aedes. A forma mais adequada e custo zero para evitar essa doença é combatendo os criadouros”, disse a enfermeira.

BUMP

O supervisor de Saúde Rafael Colombo, responsável pela execução dos serviços e orientação aos terceirizados da Bump, explica que os funcionários utilizam camisetas e bonés na cor vermelha (exceto os que estão equipados para nebulização), além de crachá de identificação da empresa privada.

“No total, são 20 trabalhadores. A nebulização é uma das atividades. Entre outras ações na visita domiciliar está a orientação aos moradores e a colocação de uma porção de larvicida nos ralos dos banheiros e dos quintais. É importante que o morador acompanhe”, informa Colombo.